sexta-feira, 22 de junho de 2018

EXISTEM FILTROS DE ÁGUA NA NATUREZA?

.
.
A questão da água assume, nos dias que decorrem, um papel fundamental no bom desempenho da vida no nosso planeta. Há que saber cuidá-la, poupá-la, caso contrário passaremos por muitas dificuldades. É que a natureza, por si só, começa a dar sinais de incapacidade.
Uma questão que se coloca, para quem inicia o estudo daquilo que nos rodeia, é saber se a natureza (ainda) dispõe de filtros para a água.
.
.
Para responder a essa questão, a Joana Augusto serviu-se do seguinte material:
- duas garrafas de água de 1,5 l;
- tesoura;
- solo;
- filtro de café;
- água da torneira;
- uma garrafa com água suja (água misturada com solo, restos de folhas...);
- calhaus, cascalho, areia grossa e areia fina.
.
.
A Joana deveria cortar as garrafas grandes ( de 1,5 l) acima do meio e colocar a parte superior da garrafa virada para baixo a fazer de funil, trabalho esse feito, antecipadamente, em casa.
Com tudo a postos, colocou uma pedra grande a tapar o gargalo, depois pedras mais pequenas, uma camada de cascalho e, por fim, uma camada de areia.
(O outro filtro, entretanto, ficou munido com um papel de filtro) 
.
.
A seguir deitou da torneira numa garrafa com solo, agitou-a e... 
.
.
...deitou-a, alternadamente, nos dois filtros.
.

.
A água saída do filtro de papel estava límpida, mas a outra nem por isso.
.
.
Então a Joana, decidida, resolveu reformular o filtro natural, colocando melhor os seus componentes. Voltou a deitar água suja e... desta vez o resultado foi melhor.
.
.
Conclusão: a água suja ao passar por areia, cascalho e calhaus ficou com um aspeto mais límpido. Estes materiais funcionaram como um filtro natural.
Boa, Joana!
.
.